Memórias

A semana passada ter-se-ia comemorado o aniversário de uma querida tia, caso ela ainda estivesse entre nós. Para mim, a comida faz parte até das memórias mais longínquas. Consigo lembrar-me dos cheiros e texturas da comida de Natal, dos aniversários...e adoro lembrar-me dessas coisas. Parece que tudo é mais intenso quando somos crianças, até mesmo os aromas e os sabores. 
Desta tia lembro-me de belíssimos pastéis de bacalhau e da sopa de feijão que os tios e primos da Alemanha ansiavam por comer quando chegavam no Verão. Acima de tudo, lembro-me das mesas enormes  cheias de gente e dos piqueniques no pinhal na 5ª feira da Ascensão. E lembro-me de um ensinamento de que nunca me poderei esquecer: "Quando o teu homem te chamar para um passeio, põe um pano por cima da loiça e vai...ela ainda lá estará quando voltares!". 
Memórias boas criadas à volta da mesa! 

Sem comentários:

Enviar um comentário