Criatividade demasiado além

Na cozinha podemos criar boas e más memórias...podemos fazer coisas extraordinárias e coisas demasiado más para ser verdade (tipo, arroz basmati com um pau de canela, ou seja, arroz doce para acompanhar comida, ou bifes com molho de chocolate que ainda anda a dar nauseas ao meu namorado). Há outras que simplesmente nos desiludem...esta experiência que fiz foi uma dessas situações. 
Era um dia especial, o aniversário do meu namorado. Tudo o que eu queria era fazer um jantar especial para nós. Não tinha um plano delineado e surgiu a oportunidade de cozinhar costeletas de borrego. Borrego é uma carne difícil...necessita de um tempero acertado para ser agradável. Então, na minha cabeça delineou-se um plano e fiz uma marinada com sal, pimenta, mel e mistura de caril e fritei a carne. Achava que ia ficar delicioso, esperava que fosse ficar delicioso...mas, nem por isso. Para o meu paladar ficou bom, mas não era de todo aquilo que tinha em mente e acabou mesmo por ser uma desilusão. Enfim, foi um perfeito exemplo de situações em que as coisas são melhores pensadas do que feitas. 
Talvez dê para aperfeiçoar a receita um dia destes. 



Sem comentários:

Enviar um comentário