Cannelloni a duas cores

Há dias em que a inspiração nos escapa e outros em que até nos pode assustar...um dia desta semana resolvi que o jantar seria cannelloni. Ainda assim, apetecia-me algo de diferente! Não queria a escolha típica da massa recheada com uma bolonhesa meia inventada por mim e foi aí que me lembrei que poderia rechear alguns com espinafres e queijo. Não conseguindo encontrar o queijo mais apropriado e por falta de tempo e vontade de entrar em mais um supermercado cheio de gente, lembrei-me de que havia uma coisa no frigorífico que poderia representar exactamente o factor de inovação que eu procurava: pesto! 
Descobri esta mistura de manjericão, azeitonas e pinhões há pouco tempo numa ida a uma pizaria com o meu namorado. Ambos gostámos, apesar do sabor intenso que obriga a um consumo moderado. Comprámos um frasco de pesto já feito, porque talvez não valesse muito a pena fazer em casa de raiz. Agora havia que gastar o que tinha sobrado da preparação de uma outra massa. Saíram então cannelloni recheados de "bolonhesa" e outros recheados de espinafres salteados e pesto. 
Para a bolonhesa, o habitual refogado de cebola, alho e azeite com louro. Acrescento a carne picada, cogumelos laminados e polpa de tomate e tempero com sal e piri-piri moído. Deixo apurar em lume brando para adquirir algum sabor. Para o outro recheio basta cozer espinafres e depois salteá-los e acrescentar duas colheres de sopa de pesto. 
Depois basta rechear a massa e cobrir os tubos de molho bechamel. Pessoalmente, faço os cannelloni com massa de lasanha e enrolo à mão (hábitos adquiridos e nem sei bem porquê). Vai o tabuleiro ao forno polvilhado de pão ralado e...bom apetite!! 



Sem comentários:

Enviar um comentário